25.9.10

Gravidez gemelar

Resolvi lembrar um pouco de como foi a minha gravidez das gêmeas. 
22 semanas gravidez gêmeas


Foi horrível. Primeiro que quando descobrimos, estava na época da tal gripe H1N1. Logo de início, fui afastada do trabalho por 30 dias (todas as professores, funcionárias, enfim, mulheres grávidas). Até aí tudo bem. Só um mês, pensei... Não ia trabalhar, mas também não podia ficar saindo de casa, né? Ok. Até que fiz o ultrassom e descobri que eram duas! Alegria dobrada, felicidade total. Ok. Fui na médica. Repouso. Aiiiii, como fazer repouso? Eu? Agitada como sou??? Mas... tudo pelos bebês, lógico que fiz repouso. Costumo dizer para todos que foi "por nada"que eu fiz repouso. Mas claro que não foi. Eu tinha perdido uma gravidez 3 meses antes. Minha altura, por 1cm não é considerada gravidez de risco. As duas estavam em uma placenta só, o que é mais complicadinho. E sou mulher de médico (oi?). Sim, os médicos temem que aconteça algo com os colegas... E mesmo com o repouso total elas nasceram de 34 semanas...


Infelizmente por causa do repouso, fiquei muito em casa, não pude pegar peso, fazer atividade nenhuma, era quente, muito quente, eu vivia no meu quarto, claro com ar condicionado e ganhei um frigobar do marido, pq minha casa tem dois andares e eu ficava sozinha na parte de cima. Mas até meu mestrado eu larguei de mão, fiquei muito desanimada. 


O pessoal vinha montar os quartos e eu mal conseguia chegar lá de tão pesada que me sentia. Engordei só (oi?) 20kg, mas pareciam 40kg... Fiquei muito inchada, muito. Mesmo fazendo drenagem 3 vezes por semana. Na 29a. semana, fui internada, estava com contrações. Me deram muito soro, daí sim que fiquei inchada, um horror.


A médica me deixava muito preocupada, eu não saia de casa para nada, só para ultrassom e consulta. Ah, e para ir no hospital, já que tive anemia e ia lá para "tomar"ferro (ora injetável, ora na veia)


Não pude fazer um book de grávida. Primeiro porque amo fotos, da Carol só fiz algumas fotos. Sofro até hoje por não ter feito. Uia! Até porque meu marido bate foto suuuper mal, então nem tenho fotos bonitas da gravidez delas. Meu sonho era uma foto da Carol beijando minha barriga... não saiu. Mas minha amiga Mônica bateu algumas fotos, inclusive esta que postei aqui, quando eu estava com 22 semanas.


Não fiz chá de bebê, porque a médica também não deixava. Logo eu, que adoro comemorar tudo...


E o pior, não bati aquela foto na hora do parto, com as duas filhas comigo, igual da novela, sabem???? Porque a hora do parto delas não foi aquela alegria... Todos estavam com medo, afinal, elas tinham apenas 34 semanas.


Falo de tudo isso hoje, seis meses depois, porque no momento não dava de fazer nada mesmo, não tinha clima, eu sentia dor demais, calor demais, medo demais, era tudo agoniante, ai, ai, um horror! 


Morria de medo de ir fazer ultrassom. Não dormia na véspera. Tinha medo de não aparecer nada... Isso porque eu tinha perdido um bebê três meses antes, claro. Mas era um pecado, eu não curtia o momento. Depois que via na tela as duas agitando, ufa, dava um alívio, mas no outro dia já ficava preocupada de novo. Tinha muito medo de perdê-las... Hoje eu olho os dvds dos exames gravados e acho o máximo! Como é lindo ver as duas ali dentro de mim, crescendo tão bem! Daí eu ia no ultrassom, e lá o Dr Márcio dizia sempre que estava tudo ótimo e por ele não precisava de repouso. Mas levava o exame na Dra Margarete e ela me colocava no repouso de novo... 


Se a barriga não mexia, eu ficava preocupada. Se mexia demais, eu também ficava preocupada. Acho que era falta do que fazer, passava o dia todo pensando, pensando, lendo muita coisa ruim na internet.


Daí a gente vê uma Fernanda Lima, Giovana Antonelli, fazendo de tudo, até o final da gravidez, e acha que gravidez gemelar é assim simples. Bom, a minha não foi. A maioria não é. Ou é? Mães de gêmeos, se manifestem!


Assim que elas nasceram foi bom demais! Tudo de ruim que eu sentia, saiu junto com o parto delas. Fiquei apaixonada por aquelas duas coisinhas minhas, tão pequeninhas, tão dependentes de mim e daquelas aparelhos todos de UTI... A Carol me perguntou se eu ia voltar a ser "aquela menininha de antes". Sim, eu voltei a ser aquela de antes, mas com o coração maior ainda, mais alegre ainda. Totalmente realizada.


A gravidez da Carol foi maravilhosa! Me sentia muito bem, linda, amava passear, fazia exercícios, estudava. Foi tudo ótimo. Beeeem diferente da gravidez das gêmeas...


Fui uma chata durante a gravidez delas, mas agora olhando as fotos, mesmo lembrando de todo trabalho que eu passei, me bateu uma saudade do barrigão. E só em pensar que essa sensação eu nunca mais vou sentir, me dá até uma tristezinha...



6 comentários:

Nossa, Gabi, lendo o teu post passou um filminho pela minha cabeça! lembrei da minha barriga também! Não foi fácil, mas foi óóótima! A médica me mandava fazer repouso e eu ia fazer mudança, arrumar o quartinho deles, caminhar e até andar de bicicleta! Bem doida! Mas graças a Deus deu tudo certo no nascimento deles (embora tenham nascido com 34 semanas tb) e nem precisaram de UTI. Hoje eu pego no pé das barrigudas pra elas fazerem repouso sempre, é um sacrifício que vale a pena por eles né?!
Bom, mas eu não tenho vontade de engravidar de novo. Ai, sei lá, to sem coragem de passar POR TUDO NOVAMENTE! Não, obrigada! Já estou bem com a minha duplinha! Mas que às vezes bate a saudade, ah bate sim!
Beijinhos e beijoquinhas nas princesinhas***
Que pena que tua gravidez foi tão sofrida. A minha foi maravilhosa, eu amei estar grávida. Na época tinha 35 anos, histórico recente de aborto e me colocaram de repouso também. Mas eu me sentia super cuidada pela minha médica.Eu até que saía um pouco de casa mas logo sentia muuuuito cansaço e dor nas costas então desistia. Quando eu estava com 29 semanas tive que internar porque eles estavam menores do que deveriam e com 32 semanas nasceram.
Amei estar grávida, foi uma experiência que sem dúvida eu viveria de novo.
Bjs p/ vcs.
Amiga minha gravidez como vc deve ter visto no meu blog e se não viu da uma olhadinha nas postagens desse mês que tb estou recordando a minha gestação lá... Foi tranquila, não vomitei, fiz repouso por livre e espontânea vontade, pois o médico sempre dizia que era uma gravidez super tranquila, ate porque minha mãe perdeu tres filhos antes de me ter, por isso tinha medo e sempre ficava sentada, deitada vendo tv ou na internet, saia pouco devido a gripe H1N1, cheguei a levar uma queda com 5 meses de gestação, mas graças a Deus não tive nada, tirei muitas e muitas fotos todo mês, engordei 12 kilos, meus filhos nasceram de 38 semanas com a cesárea marcada, porém o fim da gestação ainda não relatei, mas irei relatar essa semana que esta vindo, mas vou adiantar a vc: Com 32 semanas eles quizeram nascer, e como eu li muito na gravidez, percebi que eram contrações, ja liguei para o médico e foquei internada uma noite, depois fui para casa, dai com 34 semana comecei a sentir novamente, dai tomei a medicação e esperei dar 38 semanas... Eu não gostei muito depois da 36 semanas, minha barriga era muito pesada, mas o resto eu amei, sinto saudades...

Beijos e beijos!
Aii amiga eu tbm não tenho históricos bons de gravidez, não digo só da gemelar que sinceramente acho que foi a mais tranquila até hoje, a do Vini foi sofrida por ser 1 ano depois dos gêmeos e meu utero ainda estava mto fino o que causou muito incomodo e dores...Essa aqui nem falo mais nada pq sinceramente é a pior fase até agora, nunca me senti tão mal, tão inutil, pq nem raspar minhas proprias pernas eu consigo, é uma caos, mas sei que vai passar em breve e que no fundo depois do sofrimento a gente sente saudades dessa barrigona e dessas mexidas gostosas que o bebê dá dentro de nós!Vai entender coração de mãe né???rsrs***

Mas voltando à gemelar, como era a primeira gravidez, eu tinha só 18 anos e não tinha mais nada além de mim mesma( e os bbs dentro de mim) pra me preocupar digo que foi bem mais tranquila apesar dos repousos( que naquela época eu tinha condições de fazer ao contrario de agora)eu não passava nervoso, eu dormiaa a hora que queria e o quanto eu queria, com 32 semanas internei pra tentar segurar mais um tempo devido a um problema de anemia e plaquetas que eu tenho mas só foi possivel por 1 semana, eles nasceram de 33 semanas, ficaram poucas horas na neo só pra descansar pq nasceram com a respiração bem cansadinha e Graças a Deus foram embora comigo 3 dias depois!Na gestação deles engordei 11kilos nas 33semanas, ficou com uma barriga imensa, eu amava(odiava as estrias que apareceram mas nm tudo é perfeito hahaha)mas como era primeira gravidez e ainda não era internauta não sabia dessas coisas legais de decoração pra quarto do bb( muita coisa que a gente mesmo pode fazer pra passar o tempo)e nem do book da gestante, não fiz e hoje me arrependo muito por isso!Queria tantoooo ter feito!Do Vini fiz 12 fotos em studio e agora da Carol não fiz por falta de tempo($$$$) hahaha... Mas realmente gravidez é magico, pena eu não ter curtido como queria nenhuma das minhas 3 gravidez, queria me sentir linda, com muita disposição para arrumar tudo para a chegada de cada um, mas o importante é que eles cheguem, e com muita saude né???rsrs***

Beijinhossss nas 4 meninas!!!rsrsrs***
Tenho passado por tudo isso , e na verdade acho q esses sintomas nos deixam bem discrente mesmo... 18 semanas e ja com dor nas costas, dor nas pernas indisposição e insonia. alem de hiperemese.
Oi! Eu não sei como vai ser ainda, qdo minhas filhas irão nascer, mas só posso dizer que estou com 32 semanas, esperando duas menininhas. Estou enorme, pq elas já tem quase dois quilos cada e eu sou baixinha. De repouso relativo (posso caminhar, mas quase não devo sair de casa) desde a semana 30. Estou com rinite gravidica (algo que eu nem sabia que existia), sangramento no nariz, otite há duas semanas (não tinha otite desde criança)... Mas, tirando esses contratempos, estamos bem. Adoro senti-las dentro de mim. Adoro qdo elas mexem. Estou super ansiosa e não vejo a hora!
bjs

Postar um comentário