30.6.10

Ser mãe... e ser mãe de gêmeas!


Meu sonho sempre foi ser mãe! Amo, amo, amooo crianças! Sempre quis ter uma filha e sempre soube que ela iria se chamar Carolina (marido coitado, nem pôde contrariar...). Por cinco anos ficamos na dúvida se teríamos outros filhos. Meu sonho era ter três, mas hoje em dia, tudo tão difícil... ok. Optamos por mais um. Tentamos. Engravidei. Perdi. Pensa tudo de novo... Será que era pra ser? Vamos deixar então... Mas que nada! Tentamos de novo e pronto. Grávida. De gêmeos! Nãooo, de gêmeas!!!! Existe coisa mais abençoada???? Sou mãe babona sim, muito. Amo ser mãe da Carol, e agora estou "me achando"em ser mãe da Helena e da Isadora, pq como já li em algum outro blog, viramos celebridade!!!


Passear de carrinho com elas é uma loucura. Na primeira saída de casa conseguimos chegar apenas na esquina e já estava na hora de mamar! Toda a vizinhança veio conhecer! No segundo dia chegamos na pracinha... e de lá quase não conseguimos sair!!! Muito legal. Todo mundo pergunta, todos querem saber.


Não ligo se perguntam: São duas? Gêmeas? São tuas? Aiii, coitada... que trabalhão... E quando elas estão todas de rosa e perguntam se são meninos??? Meu marido fica louco, eu nem ligo. Claro que às vezes gosto de brincar com os desconhecido. Muitas vezes saio com minha concu, que tem o fofo Dudu, um mês mais novo, porém, beeem maior que elas. Perguntam se são trigêmeos e eu respondo: Simmm!!! Só para descontrair de vez em quando... ehehhehe...


Mas adoro ser mãe de gêmeas, adoro!!! Saio com as duas iguaizinhas sempre que posso! Porque sei que quando elas escolherem suas roupas, não irão mais querer usar roupas iguais, afinal, cada uma terá sua cor preferida, seus gostos, farão suas escolhas... Mas sou assim. Já adorava comprar pijamas iguais para mim e para Carol, quem dirá para as duas!!!! E este final de semana foi o batizado das duas e é claro, elas estavam iguais! As três!!!! Depois coloco fotos do batizado...
29.6.10

Ciúme da mana mais velha...


Sim, é claro que a Carol tem ciúmes das gêmeas. Afinal, quando a gente passa na rua e vê um bebê, logo vamos em cima, não é? Imagem dois bebês!!! É muita gente querendo ver, a curiosidade é grande!


Carolina está com 5 anos e expressa muita bem os seus sentimentos... Quando eu coloco uma faixinha nas meninas e fico falando: "Ai que lindinhas da mãe..." , ela logo vem e me diz: "Mãe, não fala assim que eu fico com ciúmes!" Hoje as meninas estão com quase 4 meses, ela já não está mais tão ciumenta, mas no início ouvi cada frase... chorei bastante! Quando ela chegava da escola, toda suja, as meninas recém chegadas em casa, ela vinha correndo pegar, beijar, e eu pedia: "Filha, vai lavar as mãos!" E ela me respondeu um dia: "Ui, que saco, além de roubar a minha mãe de mim, eu nem posso chegar perto delas!" Chorei, chorei, chorei... Outro dia, veio de tarefa uma entrevista para fazer com a mamãe. As perguntas eram: do que a sua mãe mais gosta e do que a sua mãe menos gosta. Ela respondeu que eu mais gosto de ficar com pequenas e eu menos gosto de ficar com a mais velha! Chorei demais, conversei um monte com ela... mas não é fácil não...


Na primeira vez que saimos de casa com as gêmeas ela sugeriu que fôssemos ao mercado, pq sempre que ela ia comigo lá, a gente encontrava muita gente e todos perguntavam pelas gêmeas!!!!


Outro dia fui com as meninas de carrinho levá-la no balé. Ela saia na rua gritando: "Não me parem para ver as gêmeas, pq eu tô atrasada pro balé!" Ahahahahah... essa Carol...


Mas o bom é que ela ama demais as manas, e se ela não sentisse ciúme, daí sim seria estranho, não é???

28.6.10

Agora a duplinha...

Desde que nasceram meus primos (na verdade, filhos da minha prima), Leonardo e Gabriel, meu sonho foi ter gêmeos. Achei que seria impossível... mas nunca deixei de sonhar.

Chegamos a ficar na dúvida: Será que vamos ficar só com a Carol ou teremos o segundo filho???

Em janeiro de 2009, tirei o DIU. Em fevereiro engravidei. Em março descobri. Em abril perdi. Muito triste. Muito triste mesmo... Daí, a dúvida de novo... Será que tentamos de novo? Eu jurei: se engravidar, só vou avisar no quarto mês de gravidez!!!! Imagina...

Depois da curetagem, tive que esperar 3 meses para engravidar de novo... Mas na minha cabeça (louca) jurei: Só vou tentar depois de 4 meses... Como a gente morde a língua...

O que aconteceu é que minha concu querida em junho/julho resolveu engravidar... E em julho estávamos na Disney, e lá resolvemos liberar geral também (um mês antes do "combinado"). Em agosto, minha concu fez o teste e já estava grávida... no outro dia fiz também e UAU! Estava grávida!!!! Naquele dia não contei pra ninguém, só para minha concu... ia esperar e fazer surpresa para o marido, que naquele findi era dia dos pais... claro, óbvio que não aguentei...

Fui fazer o exame de laboratório, passei pela casa dos meus pais, que estavam saindo da garagem com a minha vó. Me chamaram dé "gordinha"e eu respondi: Parem de me chamar de gorda pq eu posso estar grávida, hein! Prontooo... não sei pq falei isso pra eles... meu pai saiu dali e foi almoçar num restaurante aqui perto e saiu avisando todo mundo... comecei a receber os parabéns, mas detalhe: meu marido ainda não sabia!!!!! O pai da criança, ainda não sabia! Ele é médico, estava no hospital, lá o celular não funciona direito... Liguei muito atrás dele e uma hora depois (eu já estava com o positivo nas mãos) consegui achar o marido e disse por telefone mesmo: Marido, vem pra casa almoçar pq grávida não pode passar fome!!! Ele ficou muito feliz!!!!

Foi uma alegria geral... eu e minha concu Kassima resolvemos consultar com a mesma médica e marcar os exames de ultrassom nos mesmos dias! No nosso primeiro ultra, a alegria dobrada! O Dr Marcio, que sou eternamente grata, olhou e disse: "Com esse bebê está tudo bem, agora vamos ver com o outro..." Nossa!!!! Nossaaaaa!!! Sem explicação! Um dos melhores momentos da minha vida!!!! Que notícia maravilhosa, que benção!!!!! Eram dois bebês! Dois! Marido logo pensou nas fraldas, na faculdade... e eu só agradeci a Deus. Merecer um presente desses não é para qualquer um, hein???

Mas... em função daquele aborto retido que eu tive, a minha gravidez não foi nada boa... Logo de cara: repouso. Parei de trabalhar. Só pode ficar em casa, não pega peso, nada de exercícios, cuidado, cuidado, cuidado. Fiquei enorme, 20kg que pareciam 30kg... Foi o verão mais intenso, muito quente. E eu não podia nem ir na beira do mar!!!! Quando completei 29 semanas fui para o hospital com contrações. Não era nada. Mas com 34 semanas, chegou a grande hora. Nasceram minhas bonecas, Isadora com 2,035kg e Helena, com 1,780kg. Foram para incubadora. No total 13 dias de hospital... os piores dias da minha vida. Eu estava em um hospital e elas foram tranferidas para o hospital infantil. Depois tive alta e tinha que ir até lá apenas nos horários de visita. A vida de UTI não é fácil. Deixar as meninas lá e voltar pra casa sem elas era muito triste. Ainda bem que tínhamos a Carol para nos alegrar!

Bom, comentarei em outra oportunidade mais detalhes do parto delas e da vidinha delas de UTI. Hoje estão com quase 4 meses, bem boazinhas, graças a Deus!

Começando pela Carol...

Dia 05.11.2004. Nascimento da minha "mais velha", a querida Carolina. Era uma sexta-feira, fui na consulta de rotina e de lá, direto para o hospital. Estava com dilatação e as contrações ainda envergonhadas, mas a médica (Dra Beatriz) me mandou para o hospital. Antes, passei no salão e fui fazer uma escova - nem precisava, pq foi parto normal... Dei entrada no hospital 11 da manhã e 15:30 já estava com a Carol nos meus braços. Como eu queria, foi de parto normal. Momento único. Feliz. Emocionante. Fotos, fotos, todos querendo conhecer a primeira neta, a mais velha, a nossa amada e esperada Carolzinha.

A gravidez dela foi maravilhosa, eu realmente me achava muito linda grávida. Me sentia super bem, fazia de tudo, afinal, gravidez não é doença... bom, pelo menos a da Carol não foi, já a das gêmeas... contarei no próximo post.

Na primeira noite dormimos sozinhos, Carol, papai e mamãe, mas no outro dia cedinho a vó Liége já estava lá. Mamãe passou muito bem... Parto normal é bom demais! O pós parto também foi super tranquilo... Muita gente veio visitar, no sábado já fomos para casa. Carol era muito boazinha, e é até hoje... Foram 5 anos e 4 meses só dela, 100% dela. Nossa princesa.

Hoje ela está uma mocinha, já está lendo tudo, que orgulho! Conta para todos que está no primeiro ano, muito contente!

É muito companheira, amada, um amor! Uma menina esperta, inteligente, o nosso orgulho!