1.3.11

Trabalhar?

Então, que pedi demissão mesmo. Ano passado tentei, ia por uma ou duas tardes, estava dando certo, as meninas dormindo bastante e tal. Graças à minha super coordenadora e amiga, Moga, que me deixou fazer um horário muito flexível. Mas dezembro chegou e elas começaram a engatinhar. Nas férias foi uma loucura, tranca tudo, tira tudo de perto, cuida com degrau, cuida com coisinha pequena, cuida com resto de comida, cuida com bichinhos. E amanhã elas completam 1 aninho, ainda são minhas bebezinhas, mas bebezinhas querem deixar de ser, porque querem andar! Coisa mais linda do mundo e coisa mais perigosa do mundo é esse momento "começar a andar". E eu não quero confiar de deixar elas sozinhas em casa, só com babá ou empregada, afinal, nossa casa é grande, tem degraus, tenho medo que aconteça alguma coisa, sei lá.


Resolvemos (sim, marido influenciou muito) que eu iria parar. Sei que não é pra sempre. Mas acho que por um ou dois anos com certeza ficarei só em casa e ajudando com o que ele precisar no consultório.


Tenho certeza que tomei a decisão certa, apesar da dor no coração por deixar de ir trabalhar. Eu gostava muito de estar lá, gosto muito de dar aula. Uma empresa maravilhosa de se trabalhar. Mas fiquei com a Carol por dois anos e meio e vou fazer o mesmo por elas.


Fiz o que achava certo para o momento. E tô me sentindo muito bem.

6 comentários:

Excelente escolha!!! Que delicia ficar curtindo as pequenas né? Amanhã é o grande dia então, que maravilha!!! Boa sorte, beijos! Re
Gabriela,
Parabéns pela decisão, deve ter sido difícil.
É como tu disseste: Não é para sempre.
Mas a importância da tua dedicação a elas nesse momento vai influenciar para sempre a vida delas.

Bjs
Eu acho bem importante abrir mão por um tempo de trabalhar fora e se dedicar aos bebes, se for possível, até uns 2 anos. Eu pretendo fazer o mesmo, ainda mais sendo só eu e o Beto aqui, sem as avós pra ajudar a ficar de olho em babá ou empregada. Até pq ainda não encontrei uma q eu possa confiar a casa sem me preocupar imagine pra deixar cuidando meu filho!
Vale a pena e que bom que temos esta opção!
Qualquer hora nos encontramos por aí pela pracinha do congresso :)
Beijos! Ah! E parabéns duplo pelas gatinhas!
Amiga concordo com vc!!
Eles que precisam de vc agora... E depois vc poderá voltar a trabalhar...

Beijos!
Querida, que ótima decisão. Se eu pudesse também largaria agora o meu emprego pra ficar com os meus! Depois você volta ao mercado, com a sensação de que tomou a melhor decisão!
Super beijo, RE
Tem escolha melhor no mundo que essa??? A verdade é que a gente quer muito evoluir na carreira, mas no coração nossos filhos sempre estarão em primeiro lugar e escolher ficar com eles nunca poderá ser considerada uma má opção. Também fiz essa escolha e nada no mundo vai me fazer me arrepender. Vale cada minuto.
Apesar disso, admiro muito as mães que conseguem conciliar carreira e filhos. Cada cabeça uma sentença. E, alem de tudo, é apenas uma pausa né amiga. Nada definitivo. Os filhos crescem rápido e a gente continua pensando no futuro profissional, e ate que esse futuro chegue estaremos sempre bem pertinho deles garantindo que nunca falte nada, nem aquelas broncas que a gente odeia dar, mas que fazem parte.

Postar um comentário