8.4.11

Blogagem coletiva: Maternidade Real

Hoje é dia de Blogagem Coletiva! Carol Passuelo do Vinhos, viagens e uma vida em comum sugeriu, Anne do Super duper topou e fez o selinho, eu e Camila do Mamãe tá ocupada adoramos e aceitamos via twitter! E claro que muitas outras mães estão nessa com a gente!






Maternidade real: onde ela existe??? 
Claro que nenhuma de nós quer fazer um blog para só reclamar da vida, certo? Que chato seria! Pelo menos tento sempre postar coisas boas e divertidas, mas lógico que já desabafei algumas vezes aqui, porque é bom demais esse meio, essa blogosfera, onde as mães se encontram e se ajudam, mesmo sem se conhecer no mundo real. E são nesses desabafos, que mostramos o que a mãe real faz, fez, tem que fazer ou deveria ter feito! Ou não. Apenas nos mostramos real!


Aqui a realidade é aceitar cuidar sozinha das três. Não quero babá, por opção, e muitas vezes sou julgada por isso. Não quero e pronto. Quero poder acompanhar todos os passos delas, como fiz com a Carol. É puxado? Sim! É muito puxado! É função o dia inteiro. Acordam, troca fralda, faz a batida, dá a mamadeira, arruma as 3, vamos passear, ou se ficamos em casa, vamos brincar, almoço, arruma a Carol, será que fez a tarefa?, colocar as duas para dormir, Carol vai para a aula, respira, conta até 10, pronto, elas acordam, brincar, lanche, brincar, buscar a Carol, lanche Carol, janta, banho das 3, colocar no berço a dupla, ufa!, ainda tem a Carol, ainda tenho que tomar banho, e a janta do marido???? Sem contar as atividades extras da Carol que me viro nos 30 para levar/buscar ou pedir pra alguém.


Mas claro que quero fazer a unha, pintar o cabelo e depilar. Quem não quer? E vou entre as sonecas delas ou peço ajuda para minha mãe/pai/irmão, que me ajudam muito com as 3. Mas claro que muitas vezes a gente quer, mas o cansaço não deixa! Já deixei de ir em muitos lugares desde que elas nasceram, pelo cansaço mesmo, porque não costumava faltar nadinha. Isso antes delas.


Mercado já está certo que vamos sempre nos finais de semana, com as 3, mas daí marido vai junto e cada uma senta num carrinho e a Carol, claro, vai do lado. Mas semana passada fui sozinha com as duas e coloquei as duas dentro do carrinho do mercado. Loucura. Tive que segurar na mão as saladas e a massa de pizza... é ir no mercado sozinha com elas não dá. Mas fui hoje de novo. Com as três. Fomos comprar só algumas coisinhas, elas agitaram, mas adoram ficar olhando pra tudo!


E se tenho que comprar um presente? Lá vamos todas nós. Hugo Gloss já se perguntou no twitter porque uma mãe louca sai sozinha com 3 filhas no shopping.  Pois é, eu saio. E dá tudo certo. Se bem que sempre aparece aquela louca, sozinha, porque os filhos ficaram em casa com a babá e me diz: "Tu é louca, como consegue sair sozinha com as 3? Ai, que corajosa! Ai, tens que ter babá, tens que tirar um tempo pra ti!" Não tô no momento de gostar de ouvir isso não, e tenho dado umas respostas meio desaforadas. Poxa, sou mãe delas! E claro que nesse meio tempo, quando vou elogiar, dizer que elas se comportam, alguém começa a chorar. Por quê será????


Mas não é porque estou direto com elas que sou a mãe perfeita. Claro que não! Quando passo uma noite daquelas com elas, acordadas, doentinhas, claro que fico acabada e louca pra fugir por uns 10 dias... Lógico que mesmo comigo, elas caem, batem a cabecinha, elas choram, elas estão ficando super grudes. Ao meio dia aqui é uma loucura, elas acordadas, Carol se preparando para o colégio, também dá vontade de fugir nessas horas...


E a alimentação delas? Carol mamou no peito até os 6 meses e meio, mas a duplinha mamou por 1 mês apenas. Dou danoninho, dou papainha da nestlé, dou batata frita quando estamos no restaurante, mas claro, durante a semana é bem regradinho, comem bem direitinho. Elas tem a rotina delas, que mudamos totalmente nos finais de semana.


Mas o que é real pra mim, não é real pra ti. Real é ter que sair pra trabalhar e ter que deixar os filhos com alguém? Real é parar de trabalhar para ficar com os filhos, curtir os filhos? 


Não estou aqui para julgar ninguém, estou passando por uma fase de prazer total em cuidar das minhas filhas, de vê-las crescer a cada dia. Mas veja bem, uma pessoa que não trabalha fora, tem empregada, filhos em idade escolar, e tem babá? Eu acho desnecessário. EU. Não acho errado, cada um cuida da sua vida, sabe o que precisa para ser feliz. Não sei se daqui a pouco não vou querer uma babá, não sei. Agora não. Tá tudo bem assim. Tá maravilhoso!


Eu tento ser a melhor mãe do mundo, faço o possível para que elas tenham orgulho da mãe delas! Quero que elas lembrem dos nossos momentos juntos, que pra mim são inesquecíveis!



11 comentários:

Amei o post... Faz tempo que não leio algo tão verdadeiro! AMEI MESMO!!!

Amo blogagens coletivas... Quando tiver novamente me avisa que eu terei um imenso prazer de participar.

Eu também cuido das minhas sozinha... Mas e da casa é vc que cuida? Eu tenho uma faxineira que vem toda quarta, e o dia a dia vou mantendo tudo organizado e limpo.

Beijos e na próxima eu quero participar!
Amei. Vou participar. Bjs
Lindo texto Gabi. Tão verdadeiro.
Não somos perfeitas né? Ninguém é...
BJos
Amei o post e te dou os parabens vc é uma mae real vezes 3 .
bju
Gabi, amei!! A realidade do dia-a-dia de uma mãe de 3 é bem essa mesmo. Uma loucura! Loucura enlouquecedora e deliciosa. Ás vezes me arrisco no supermercado com os 3 tbem, mas mtas vezes me entrego ao Pão de Açúcar delivery. Deixo para os caras do outro lado de lá do computador escolherem as frutas e legumes q nós comeremos, isso tbem é maternidade real!
Bjos, querida!
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com
Amei... primeira vez que entro aqui e já encontro isso? Estou gestante de 4 meses e sério já sofro de imaginar meu filho com babá ou creche! mas infelizmente não vou ter muita escolha, tenho que trabalhar!
Achei linda sua atitude. cuidar de 3 sem ajuda realmente é dificil. seu post foi perfeito. jamais eu chamaria uma mae que sai com saus 3 lindas filhas p um shopping de louca. loucura é sair p passear e deixar o filho em casa com a babá.
Vc parece muito comigo. amei
Oi, Gabriela!
Conheci o seu blog hj e outros tantos (por conta da blogagem coletiva). Adorei as aventuras das gêmeas e seu relato tão verdadeiro sobre o cotidiano materno. Ainda mais quando os filhos estão em fases diferentes. Eu tenho 2 - Júlia (6a) e Joana (6m). Vou ver o que já passou, tá?!rs
Beijos

Fabiana
http://2-ao-quadrado.blogspot.com
Oi Gabi!
Tentei ser mãe por 10 anos e finalmente consegui... Larguei tudo pra ficar com ela; nem penso em voltar a trabalhar tão cedo pois quero acompanhar o crescimento o máximo possível. Algumas pessoas me criticam (da família mesmo); mas cada um tem sua realidade, não é? Eu penso que se no momento eu posso ficar só cuidando dela, e o maior desejo do mundo era ser mãe; agora sou 100% a mãe da Heloísa... Estamos sozinhas eu e minha filha, mas somos felizes. Sinto falta (lógico; sou humana!) de alguém pra me ajudar, mas vou vivendo um dia de cada vez, como a minha filha mesmo me ensinou lutando pela vida logo após o nascimento. Ser mãe não é fácil mas é tudo de bom... Beijos; Cleide e Heloísa.

http://www.closetdahelo.blogspot.com
Ai sou sua fã viu!!!! criar 1 já me descabela, imagina criar 2 pequenas e mais uma sozinha...
amei teu post.
bjos
Eu também resolvi não trabalhar para cuidar da minha filha, que hoje tem 15 anos... Nada mais prazeroso que participar de cada momento do dia dos nossos pequenos.
Hoje tenho a certeza de que fiz a coisa certa, valeu muuiiiito à pena!

Parabéns pelo post e pela coragem de ser "diferente" da maioria!
Com certeza Gabi! Eu acho que cada mãe sabe o que é melhor pros seus filhos, mas eu sempre quis ser integral pra minha pequena. Sempregostei de fazer tudo que eu pudesse fazer, sem depender de ninguém. É engraçado isso, pq minha mãe teve um bebê há 8 meses e ela detesta fazer as coisas. Se tiver que sair sozinha com o bebê, não sai pq dá trabalho. Em casa, me acorda 6h30 pra fazer a mamadeira do nenê (OI?), não consegue trocar a fralda dele sozinha, não consegue dar comida sem estressar. Eu fico só observando e pensando QUE HORROR. Mas, eu não critico, pq cada mãe... além do mais ela usa a idade (45 anos) como desculpa pro 'cansaço' de fazer as coisas sozinhas, e o fato de ser mãe de 2 adultos (eu + irmão) que TORNAM ELA MELHOR MÃE DO QUE EU. Então, não dá pra dialogar muito... HAHAHAHAHA!

Adorei o post! Adorei seu blog! Já estou seguindo pra não perder nenhuma novidade!

Mil beijos

May
http://studiomayishii.blogspot.com

Postar um comentário