7.5.11

Ser mãe...

Este post foi uma sugestão da querida Re, do Vestido de Rodar. Ela esta fazendo uma homenagem especial para nós, mães lá no blog dela e cada dia estamos lendo posts maravilhosos de mães queridas da nossa blogosfera materna!

Desde sempre eu soube que seria mãe. Muitas vezes eu falava da Carolina, antes mesmo de ela nascer, sem nem estar grávida dela ainda. Tinha certeza que teria uma menina e ela se chamaria Carolina. E não é que Deus foi tão bom comigo, que além dela, me deu mais duas meninas? E gêmeas? Um sonho. Me sinto a pessoa mais feliz do mundo por ser mãe da Carolina, da Isadora e da Helena.

Adoro vivenciar o dia-a-dia delas, adoro sair para passear com elas, gosto de dar o banho, de dar mamadeira, de sentar no chão e brincar, gosto dessa função enlouquecedora que é cuidar das três sozinha. Gosto não, amo!

Sei que os filhos são do mundo, mas costumo sofrer por antecedência, e sofro sim quando paro para pensar e vejo o quanto cresceram, como passa rápido. Brinco com a Carol que vou congelar ela para parar de crescer! Não dá vontade de congelar???

Não sei se é pela certeza que eu nunca mais vou poder gerar uma criança, nunca mais vou poder ficar grávida - não tenho mais útero - que quero tanto acompanhar todos os passos delas, que vivo tão intensamente a maternidade desde o nascimento das gêmeas e por isso, queria que o tempo passasse mais devagar... Muitos me falam: "Ah, mas tá bom três, né?" Sim, tá bom, tá ótimo, mas e daí se eu quisesse mais um? Não, da minha barriga eu não posso mais.

Como já citei em outro post, estou passando por uma fase de prazer total em cuidar das minhas filhas, de vê-las crescer a cada dia. E está maravilhoso! Eu quero ser a melhor mãe do mundo pra elas, faço o possível pra isso e para que elas tenham orgulho da mãe delas! Quero que elas lembrem pra sempre dos nossos momentos juntas, que pra mim são inesquecíveis!

Olhar hoje pra Carol e lembrar dos primeiros dias de vida dela, tão alegres, dos aniversários, primeiro dia na escola, quanta saudade, mas também já sinto saudade do que está por vir, minha mania de sofrer por antecedência. Como ela vai ser? Será que estou ensinando tudo direitinho? Como é difícil educar! Vejo hoje uma menina delicada, estudiosa, querida, que já conversa sobre tudo, uma mocinha. Fico admirando ela lendo, escrevendo seus textos, seus desenhos, tem cada ideia, é tão criativa... que linda.

Olho para as minhas duas pequenininhas hoje e lembro dos tristes primeiros dias de vida. Olho hoje e não acredito como estão saudáveis, como estão grandes, como aquelas duas prematurinhas estão se desenvolveram tão bem. Quanto medo. Como foram corajosas. Escolheram viver! E estão vivendo muito bem!

Olhar a Isadora hoje, tão carinhosa, tão manhosa, me abraça, me beija, vai fechando os olhinhos enquanto estou dando mamadeira pra ela, que linda. Como ela vai ser na idade da Carol? Ser mãe é ficar imaginando...

Olhar para a Heleninha fazendo suas artes, mandando beijo, correndo para grudar na minha perna quando sente alguma coisa estranha, diferente. Aquele sorriso dela pra mim, que linda. Como ela será daqui uns 15 anos? Vou sonhando...

Ser mãe é maravilhoso,
Ser mãe dói,
Ser mãe não tem explicação,
Ser mãe não é para qualquer uma,
Ser mãe é viver,
Ser mãe é torcer, vibrar,
Ser mãe é esperar
Ser mãe é tudo que eu sempre quis pra mim!

E ser mãe da Carolina, da Helena e da Isadora é tudo que eu mais amo nessa vida. Obrigada minhas filhas por existirem e por me fazer tão bem e tão feliz!

Eu e minhas 3 bonecas...

10 comentários:

Que poste lindo!!!!!!
Realmente não tem nada que paga esse momento que vivemos né, ser mãe é tudo de perfeito!
Amei....

Suas bonecas são lindas!

Beijos
Nossa miga que lindo.
Tambem penso as vezes em como seria ter outro filho, e todos dizem que 3 tá bom, mas ficar barriguda foi maravilhoso, curti muito e tenho saudades.
Tudo de bom.
Bejus
Que lindas Gabi!
Que maravilha viver intensamente cada dia da infância delas.
Parabéns pelo dia das mães!
Um beijo com carinho
que lindo seu depoimento...amamos
Bjooo bjooo
Nuana e Helena
que legal!
Adorei seu blog!
Me identifiquei bastante!
Tb sou mãe de 2 menininhas, Bárbara de 4 e Carolina(xará da sua!) de 2 anos.
Ser mãe é cansativo sim mas é muito bom. Tb gosto de curtir cada minuto, pq realmente passa muito rápido, né!
Bjs e feliz dia da mães,
Bia
Seu texto é lindo e estou toda emocionada!

Adorei seu reacdinho carinhoso lá no blog!

Eu e meu marido estávamos na sala outro dia e a Yasmin não parava de aprontar (agora que começou a andar então nem se fale...rsrsr) E meu marido disse:_imagina se fossem duas Yasmin? Se fossem gemeas? Ia amar!! (ele tem irmãs gemeas!

beijos
Lindo!
Sophia também nasceu prematura.. entendo bem o que vc diz... mas é maravilhoso ver como são capazes de lutar, como são vencedoras... já vieram ao mundo vencendo a todos os desafios, né? E será assim por toda a vida, pode acreditar!
Que seu dia das mães tenha sido lindo!
Beijos,
Ju.
Oi minha linda, adivinha quem está lá no Especial de hoje? Beijosssss
Graças a Re, conheci mais um blog lindo e me emocionei com mais um relato maravilhoso!
Parabens pelas filhas lindas!

bjs Carol
Que linda!
Parabéns por ser uma mãe tão linda, e pelas princesas!
bjs

Postar um comentário