1.8.11

Formaturas...

Este final de semana me deixou pensando no futuro das minhas filhas. Tive formatura sexta da Rafa, linda, querida, irmã da minha amiga Lolô, em medicina. Tive a formatura da minha prima linda Vanessa, em engenharia mecânica. Não querendo parecer aquelas tias velhas chatas e inconvenientes, mas poxa, já? Comassim??? A Rafa, aquela pequeninha se formando médica? E a minha priminha Vanessa, que de priminha não tem nada, é um mulherão, também já está formada. Poxa. Passa rápido pra todo mundo.


Fiquei pensando no orgulho dos pais neste momento. Quanta alegria!


Fiquei pensando, e estive conversando sobre isso com minhas amigas. Será que devemos influenciar na escolha da profissão dos nossos filhos? Nós viemos de uma geração onde os nossos pais nos deixaram muito à vontade para escolher nossa profissão. Será que isso deu certo? Com essa liberdade toda, foram sendo criadas tantas novas profissões. Acho que nós faremos diferente com nossos filhos. Será?


Não sei como vai ser o futuro, claro que cada criança já vem mostrando suas habilidades, suas vontades, desde cedo. Mas e depois? E o futuro? Temos que pensar lá na frente, mas com 17 anos isso é praticamente impossível. Aí que entra o papel dos pais. Mas tentar mudar a cabeça de um adolescente não é fácil. Meus pais que o digam! Passei por 3 faculdades, desisti de duas, me formei engenheira. Meus irmãos fizeram cursos não tão fáceis de conseguir um bom lugar no mercado de trabalho. Será que hoje meus pais seriam mais rígidos ao "liberar" nossas escolhas?


Não sei, mas vou tentar influenciar na profissão das minhas meninas sim. Se vai dar certo? Não sei, daqui uns 20 anos volto aqui e conto pra vocês...


Bom, se eu já fico toda emocionada com a apresentação do dia das mães no colégio, imagino na formatura em medicina das minhas meninas! 


************

3 comentários:

É bem assim né Gabi, agente fica com cabeça pensado lá na frente, se preocupando com nossos pequenos, se estamos fazendo a coisa certa... mas acredito que cada pai dentro de suas possibilidades sempre faz o melhor para os seus filhos, mesmo errando, eles tentaram acertar...
Beijos querida!!!
Eu penso em influenciar, não escolhendo uma profissão e empurrando nesse caminho, mas conversando e descartando algumas, citando outras como boas opções...explicando, dando exemplo do que aconteceu comigo, com amigos, ajudando a pensar...acho que no meu caso, como eu tenho que repensar o meu caminho...primeiro tenho que organizar minha própria vida pra depois tentar aconselhar a do Luke.
Oi Gabi,
Parabéns para a Isadora e para a Helena, que hj estão completando 1 ano e 5 meses, não é?!
Beijos Laís

http://mundomagicodalali.blogspot.com

Postar um comentário