31.10.11

Sim! Trabalhando!

E voltei a trabalhar! Marido desde o início do ano precisando de ajuda na clínica, eu tava enrolando, pra saber se ele realmente precisa de mim lá, ou se apenas queria me dar uma função já que eu não trabalho (oi? vem passar 24 horas aqui em casa, vem!). Mas sim, eu preciso ir pra lá, ajudar em algumas coisas, para aliviar um pouco para as secretárias, é muita função, elas não param um minuto, daí vou cuidar da papelada que vai ficando "esquecida".


Mas calma, gente, calma. Estou indo duas vezes por semana só. Ano que vem, quando as meninas estiverem na escola, vou todas as tardes. Continuamos sem precisar contratar babá, já que a Antônia fica com elas até eu chegar.


E desde que elas nasceram, eu não tinha vontade nenhuma de voltar a trabalhar. A função com elas já é tão grande, tão puxada, que só em pensar em ter que preparar aula, estudar, corrigir trabalhos e prova, me cansava. Mas essa falta de vontade foi sumindo e eu estou adorando sair de casa duas vezes por semana para trabalhar e me sentir útil em uma outra função que não seja de "Mãe 24 horas".


Não voltei para o meu emprego anterior, mas estou me adaptando muito bem e estou feliz.
29.10.11

Almoço, janta e lanche

Carol ajudando no lanchinho


Elas ganharam essa mesinha de aniversário e ainda estava fechada, eu sabia que ela logo teria utilidade. 


Carol foi para a escolinha cedo, com 1 ano e 4 meses, e logo aprendeu a lanchar sozinha, escovar os dentes, brincar de massinha, segurar o giz de cera. A duplinha aqui, já com 1 ano e 7 meses ainda não quer saber de escovar os dentes, só querem brincar com a escova e também comem sozinhas só de vez em quando. Por isso acho sim muito importante a escolinha desde cedo. Mas, por alguns motivos, preferimos deixá-las em casa este ano e só colocar na escola ano que vem (matrículas feitas já!).


Então que agora ninguém mais almoça ou janta em paz nessa casa. As duas fazem uma guerra para sentar na cadeirinha de papa delas, mal terminam de comer e querem descer, e assim que sentamos na mesa, elas pedem colo e querem comer com a gente. E aqui ninguém fica livre, né, são duas, vai uma com o pai e a outra com a mãe, não tem jeito.


Daí lembrei da mesinha e agora vai ser assim, vou deixar a mesinha delas do lado da nossa mesa, colocar o pratinho delas na mesinha e vamos ver se dá certo, se a gente consegue comer sem ninguém no colo! O lanchinho já está acontecendo ali, deu certo, vamos acompanhar, depois eu volto para contar como foi!
27.10.11

Vou ser tia de novo!

E todos já sabem que vou ser tia? Sim, tia! De novo! Mas agora, é o meu irmão que está grávido! 


Eu amo muito crianças, e este bebê já é muito amado e querido por nós! Foi muito esperado! Meu irmão estava aqui em casa e a Manu ligou que tava passando para pegá-lo para almoçar. Recebeu a notícia aqui na frente de casa, quando a Manu chegou com sapatinho branco pra ele. Quando vejo ele voltando, com a Manu junto, e ele levantando aquele sapatinho dizendo "estou grávido" foi emoção demais pra mim! Já comecei a gritar de alegria e chorar de emoção!


Eu fui ser tia depois de ser mãe, e ainda, além de tia, veio de brinde (brinde? presente! presentão!) ser madrinha da minha Bella. E depois veio o Dudu, sobrinho lindo, que nasceu pertinho das gêmeas. Curto muito meus sobrinhos, mas gostaria também de ter sido tia antes. 


Ser mãe é maravilhoso, mas ser tia é bom demais também, não é? Família crescendo, aquela confusão toda a cada almoço, ai que delícia!


Ah, a Carol não para de falar que vai ganhar mais um priminho ou priminha, inclusive já está preocupada com a Manu, mandou ela comer bastante e comprar vestidos e maiôs novos! 


E eu já estou sonhando com esse babyzinho o ano que vem dormindo aqui na casa da tia. Ain que bateu uma saudade de babyzicos, de barrigão e tudo mais...


Ah, e a Isadora andava muito, muito, muito grude no "tchu Ruizinho". Será que ela estava adivinhando o priminho?
26.10.11

Amor de irmãs...

As duas andam muito carinhosas. Isadora anda distribuindo abraços apertados e Helena aprendeu a fazer carinho no rosto. Mil vezes fofas!


Olha que amor um momento de carinho das duas, em cima do escorregador:


Não é pra esmagar?
25.10.11

O mundo está cada vez mais rápido...

Minha prima e cumadre, me enviou este vídeo por email dizendo: "Vais amar! Feliz dia das crianças!" E é lógico que amei! Amei. E compartilho com vocês. Valeu, Lê!








Não é o máximo? Cd? Disquete? Telefone maior que a orelha! Fazer churrasco... Engraçado ver essas crianças que entendem muito mais que a gente as tecnologias de hoje, perdidas com as tecnologias de ontem!


No final podemos ver que o vídeo é uma propagando do Itaú. Muito legal.


Aproveito o gancho para contar aqui que recebemos os livrinhos que o Itaú está enviando para despertar o interesse pela leitura. Leia para uma criança! Ainda não pediu sua coleção? Clique aqui e conheça o Itaú criança! Carolina amou!


Bacana demais quando as grandes empresas fazem esses movimentos sociais. Todos saem ganhando!


Obs: este não é um publipost!
24.10.11

E eu... gostava tanto de você...

Eu amava ir no mercado. Adorava. Desde criança, eu ia com meu pai, depois que comecei a dirigir, eu ia sozinha com o cheque da mãe e fazia as compras pra casa (sempre ouvia: Obrigado, dona Liége).


Sou daquelas que não deixo faltar nada em casa. Quando abro um pacote de arroz, já tenho que ter outro fechado, senão fico estressada. Detesto chegar perto do meio dia e ver que acabou o arroz ou o detergente. Me tira do sério.


Depois que casei, gostava muito de ir no mercado também, mas não precisava ir sempre, eu que cuidava da casa e das roupas, controlava os produtos de limpeza, almoço só para duas pessoas. Mas eu ia bastante para ver as novidades e passear mesmo. (Que tempo perdido!)


Daí nasceu a Carol, que só mamava no peito, mas lá pelo sexto mês, quando começou com frutinhas e papinhas, as idas ao mercado começaram a ser obrigatórias, quase diárias e não mais semanais... Frutinha, legumes e verduras, tudo sempre bem novinho. A pediatra da Carol não me deixava congelar a sopa, então eu fazia nova todos os dias... Mas tudo bem, logo passou essa fase e ela começou a comer quase tudo que a gente comia, e as idas ao supermercado se espaçaram.


Mas gente, hoje, com 3 crianças, eu, marido e duas ajudantes em casa, imaginem quantas vezes eu tenho que ir ao mercado? Haja comida pra toda essa gente! Para ter frutas, verduras e legumes sempre novinhos, tem que ser frequentadora assídua do supermercado! E produtos de limpeza? Nem vou comentar...


Saio sempre com mil sacolas. Quando olho alguém saindo só com uma sacolinha, morro de inveja... Um dia será que vou conseguir ir ao mercado e sair só com uma sacolinha?



20.10.11

Nosso pé de pitanga!

Dá pra ver todas as cores de pitanga
Temos um pé de pitanga em casa. De todas as mudinhas que plantamos, a da pitanga era a menorzinha. Eu tinha certeza que ela não iria vingar, tanto que plantei bem na descida do morro. E não é que ela está linda e cheia de frutinhas?


Semana passada fomos lá, eu e a Carol e acabamos com todas que estavam bem vermelhinhas. Daí segunda o pé tava carregado e elas já bem roxinhas. Que delícia! Um monte já no chão. Sentamos nós quatro. Carol adora e comeu um monte, mas só queria as roxinhas, bem mais doces do que quando ainda está vermelhinha. Isadora comia direitinho e jogava a semente fora, mas a Helena... comia do chão, engolia a semente, quando eu via tinha grama junto na boca... ai, ai... e pra tirar ela dali? Comeram muitas pitangas, muitas. Mas olha, 72 horas depois posso confirmar: não tem problema nenhum em comer a semente da pitanga!


Todo dia é dia de comer pitanga!

Ela queria se casar...

Carol hoje em dia não pode nem falar em namorado, nem em casar. "Mãe, eu não vou sair de casa, não vou se casar, vou morar aqui pra sempre". Não que eu estimule ou fale muito sobre isso, mas quando a gente vai falar em futuro, eu falo alguma coisa do tipo: "Até lá, tu já vais estar casada...", ela sempre vem com essa frase: "Mãe, eu não vou se casar!"


Mas como eu amo ficar olhando as fotos antigas, achei umas fotos dela "se casando" com o Guto. Foi em novembro de 2007, ela tinha 3 anos. Mas na verdade o Guto nem sabia que estava casando com ela! Ah sim, aquela toalha na cabeça dela é o véu! Ela estava com uma roupinha normal (por isso a camiseta verde embaixo) e subiu para colocar um vestido para "se casar". Ela fazia isso direto, foi uma fase casamenteira que passou na vida dela!


Olha a cara do noivo: "Tô nem aí..."
Não sou a favor de ficar falando de namoradinhos, mas são fases que as crianças passam! Eu não tinha como proibir, até porque, pra mim, casamento é uma coisa boa, e se eu começasse a "cortar" as brincadeiras delas, sei lá, talvez isso pudesse influenciar num futuro, não sei! Achar que casamento é coisa ruim, que não pode brincar de casar,ai, ai, sei lá! A gente deixava ela brincar. Até teve uma fase que ela falava que o Guto era o "namolado" dela. O pai dela não gostava, até que ele foi cortando, dizendo que criança não tem namorado e depois de um tempo ela parou de falar. Mas sem traumas, sem grosserias, levando na brincadeira mesmo. Resultado? Hoje, com quase 7 anos, ela não quer se casar!

E daí? O que vocês me dizem? Pode ou não pode? Deve ou não deve?



19.10.11

18 de outubro! Dia do médico!

Não podemos deixar de registrar o super parabéns para o médico que temos em casa! O melhor médico do mundo! Viva o pai das 3 meninas! Viva!


Mas também, agradecer demais aos pediatras e amigos queridos, Dra Alessandra e Dr André, que me socorrem sempre que necessário! Não tenho palavras para dizer o quanto eles foram especiais para nós desde que as meninas nasceram! 


PARABÉNS DOUTORES!



16.10.11

Coreografias? A gente vê por aqui!

Fico impressionada com a rapidez que as crianças têm em memorizar coisas.

Tempos atrás, a Isadora estava dormindo na nossa cama e bem cedo ela levantou, sentou, apontou a mão e começou a cantar: "Tchuuuuuu..." Como assim? Mal sabe falar e acorda cantando e fazendo a coreografia do Txutxucão???

Uma música que sempre canto (e faço coreografia) pra elas, principalmente em momentos críticos (quando elas estão no carrinho do supermercado e querem sair, por exemplo) é aquela: "De olhos vermelhos, de pelo branquinho...". Hoje fiquei abobada quando vi que a Isa me imitou direitinho em todas as partes da música! Todas! Não é uma graça? Morri!

E aqui embaixo segue uma foto de sábado, no restaurante. Carol, Bella, Isadora, Helena e as queridas Marina e Bebela. Desta vez a música era: "Estátua", que elas dançam direitinho! Não é um amor? A Carol já amava esta música e elas também adoram!

Será que elas andam vendo XSPB demais? Com certeza...





- Posted using BlogPress from my iPhone


14.10.11

Não é história de pescadora!

Passamos o dia das crianças na fazenda do biso Toninho e a Carol resolveu pescar! E não é que a menina pescou 9 peixes? Tava toda contente. 

Olha, se um dia eu precisar depender da pesca para sobreviver... morro de fome! Não pesquei nenhum! Ainda bem que o marido e a filha se mostraram bons pescadores!

O vídeo tá aí para provar que não é história de pescadora (ela pescou mesmo e dançou junto!)

Ficha Técnica:
Atriz principal:
- Carolina
Filmagem:
- Emanuel (pai das 3 meninas)
Participação especial
- Neno (fazendeiro) como pescador 
- tio Ruizinho (apoio) como tio mesmo
12.10.11

Especial dia das crianças!

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!
Minhas3meninas!
Helena, Carolina e Isadora



Luiza



Vinicius, Caio e Pedro


Marina
Andre e Larissa

Gabriel e Leonardo
Matias e Tomas



Lya


Artur

Joaquim

Sofia e Laura

Leticia

Manuela
Isabella e Eduardo
Valentina

Emily
Amanda
Guto
Natty e Giulia

Lucas


Obs: Fotos "roubadas" do facebook das mães ou dos sites das fotógrafas! ;)
11.10.11

Blogagem coletiva - Como era ser criança na minha infância?




Atráves do facebook, vi que a Ingrid Strelow, o blog Desconstruindo a mãe lançou a blogagem coletiva com um tema muito bacana: Como era ser criança na minha infância? Como eu adoro blogagem coletiva, resolvi participar!

Eu tive uma infância feliz, muito feliz!

Mas resolvi fazer um post com fotos minhas de criança, que meu pai separou e trouxe pra mim, porém, {alô Vitor}, meu irmão querido, levou todas as fotos que ele aparecia, TODAS, para São Paulo, portanto, não aceito reclamações, ok? 

Bem baby com minha mãe

Palminhas com meu pai
Festinhas de aniversário...

Atacando de modelo


Eu e Ruizinho no colinho do pai...


... e agarradinhos na mãe

Vô Mário e Vô Toninho
Medo do mar!

Bonitinha!

Banho gostoso depois da praia...

Quem não teve essa motoca?

O carrinho, parecido com os de hoje, hein?
Gabi, Vinha e Jô
O que é a mochila dura e quadradona? E a lancheira? Lembro do cheiro dela até hoje!

Opa! Uma foto com o Vitor!

Eu já agarrada com as menores, sempre gostei de crianças, desde que sou criança! :)

Difícil demais escolher as fotos, e aqui em casa só estou com as fotos que estavam soltas. Os álbuns mesmo estão ainda na casa da mãe.

Mas ser criança era brincar na rua, nada de computador nem celular. O que tínhamos de mais modero, dentre tantos jogos legais era o Genius! Era ir pra fazendo do vô no final de semana, ou ir visitar as primas de Floripa de vez em quando. Reunir todo mundo no Natal e aquela correria toda para ir na casa de uma vó e depois na da outra. Brincar na casa das primas. Comer x-salada na rua da frente, jogar taco no verão. Andar de roller (saudade). Surfar (oi?). Passar o verão todinho na praia, férias de dezembro atá março. Ser criança foi maravilhoso. espero que minhas filhas tenham tantas lembranças boas como eu tive!

Recordar é viver, que delícia, que maravilhosa que foi a minha infância! Obrigada aos meus pais! Milhões de beijos!
10.10.11

Carol e os brinquedos

Posso dizer (e faz tempo), que a brincadeira preferida da Carol, é brincar de Barbie. Barbie é a boneca preferida dela, mas a Polly de vez em quando participa também. Ela pode passar horas no quarto brincando de Barbie.


Eu era contra brinquedos no quarto, afinal, quarto é lugar de dormir. Mas sim, sempre tinha alguma boneca no quarto dela, mas os brinquedos mesmo ficavam no quartinho de brinquedos. Mas desde que fiquei de repouso na gravidez das gêmeas, tive que liberar mais brinquedos no quarto, para manter ela mais perto de mim. 


Eu já contei quantas bonecas Barbie ela tinha ano passado, e não tenho coragem de contar aqui, não! É muita boneca! Eu tive só uma Barbie na minha vida. Uma. Linda, noiva, mas só uma. Ela tem muitas, muitas...


Mas ela gosta muito de brincar de montar quebra cabeças também. Ela adora e acha um super desafio quando tem 100, 200, 300 peças! Ela acha o máximo!


Mas a novidade é o presente que ela já ganhou adiantado do vô Rui de dia das crianças. Monopoly. O jogo é muito bacana, tipo o banco imobiliário, mas ele vem com uma maquininha e com cartões de crédito. Nada daqueles dinheirinhos fininhos que amassam logo. Achei super legal, nem sei se é novidade ou não, mas aqui em casa é. E ela faz todo mundo jogar com ela e ainda me dá lição de moral quando meu dinheiro foi acabando: "Viu mãe, faz que nem eu, não compra muito no começo do jogo!". Fofa essa Carol, como entende de finanças aos 6 anos!
7.10.11

Minha Bella!

Hoje minha Belloca faz aniversário! 5 anos! A afilhada mais amada do mundo! Querida, como gosta de brincar com as primas e com o mano! Braba, mas também tão carinhosa...


Te amo linda da Nina! 


Lindinha!


Bella na festa de 1 aninho!
A festinha é sábado, e claro que colocarei fotos depois!


*E para ver o post do ano passado: Isabella 4 anos!
6.10.11

É aqui em casa mesmo...

Tem oito?


Não, não é uma creche, essa criançada toda tava aqui em casa ontem final de tarde. E eu a-do-ro! Adoro casa cheia!


As meninas tiveram apresentação na praça e de lá, vieram pra cá, Carol e duas amigas, Amanda e Lya, minha dupla Isa e Lê, chamei a Deni com o Duduzinho, e a sogra tava passeando coma  Bella e depois vieram pra cá. Minha amiga Clau também veio com a Manu, só faltou a Lolô com a Lelê!


Teve pipoca, docinho branco, pão de queijo e brigadeiro de panela.


Criançada desceu e subiu o morro milhões de vezes! Coisa bem boa!


Adoro criançada em casa, gosto dessa bagunça, gosto de ver as crianças brincando atrás de casa!


Vem gente, tem lugar pra todo mundo! ;)







4.10.11

Carrinhos de gêmeos

Desde a minha gravidez é um assunto que rende, mas que eu nunca tive dúvida. Carrinho duplo ou dois carrinhos? Duplo, óbvio! Pra mim.

Vale pensar no seguinte: 

-Se você pretende ter babá sempre, ou tem uma mãe/vó/tia/marido que está sempre com você, ok, comprar dois carrinhos pode ser bom. 
-Se você não gosta que todos percebam que são gêmeos, lógico, dois carrinhos separados.

Eu só senti falta de "separar" as duas uma vez, estávamos no shopping, uma dormiu e a outra ficou acordada, e ficava puxando a irmã, tirando o bico e tal. Mas foi apenas uma vez.

Eu gosto muito é da liberdade de sair sozinha com as minhas meninas, por isso nunca tive esta dúvida! Pego o carrinho e vamos para qualquer lugar sem depender de ajuda de ninguém.

Tá, decidiu por duplo. A dúvida agora é: lado a lado ou um na frente outro atrás. Lado a lado, óbvio. Pra mim. 

Eu acho mais "estável" andar com o carrinho lado a lado. Tenho um pouco de medo do trenzinho, porque ele é muito comprido, parece que pode acontecer alguma coisa, sei lá, acho mais perigoso, mas acho que é coisa da minha cabeça. Temos os dois (o trenzinho herdamos da minha prima), mas só quando o marido está junto, daí ele usa o trenzinho, eu sozinha, não saio com esse carrinho não, me dá um medo. Acho que é porque acostumei com o lado a lado.


Ah, e quem mora em apartamento pequeno também tem que cuidar na hora de comprar o carrinho, alguns não passam pela portas. Não é o meu caso, o carrinho passa, mas nunca trago pra cima, porque moro em casa, e tem escada, então ele já fica na garagem.


Usei muito o carrinho delas, até quero adquirir um mais levinho agora, estou pe$quisando!


Bom, esse é o meu lado, a minha experiência com as meninas. O que vocês acham? Que tipo de carrinho usaram?
3.10.11

Daqui a pouco na rádio!

Hoje ao meio dia estarei no programa Transatual, da Transamérica, 92.5, aqui de Criciúma, falando sobre o blog!


Dá para ouvir pela internet, não percam!


www.transafm.net


Ah, e depois vem aqui me contar se me ouviu! ;)













Isadora é a nova Helena!

Era uma vez uma menina que tirava tudo da irmã e de todos que a cercavam...


Ela se chamava Helena.


Mas agora ela se chama Isadora.


Fim.
2.10.11

19 meses!

1 ano e 7 meses Isadora e Helena!


Minhas pequeninhas lindas estão crescendo!


- Querem comer sozinhas
- Adoram passear, rolar na grama, brincar nas pedrinhas
- Querem sempre os mesmos brinquedos
- Dançam quando escutam qualquer música
- Estão falando frases! (Não qué)
- Sobem e descem do sofá mil vezes por dia
- Estão dormindo um pouco pior
- Estão comendo um pouco menos
- Amam entrar no maravilhoso quarto de Carol
- Fazem graça uma pra outra
- Adoram tomar banho juntas
- Se beijam
- Se brigam
- Comemoram as bagunças juntas


Eu poderia passar o dia listando o que elas gostam e não gostam no momento... 


Felicidade é ver essas meninas crescendo, crescendo, crescendo muito rápido! Cada dia mais eu agradeço pela benção recebida em ser mãe de gêmeas. 




Dora, mamãe e Lelê, by Marina Bitten.

1.10.11

Diferentes personalidades

Acho engraçado quando estou em alguma lugar com as duas e chega alguém, do nada e fala: "Essa é a mais despachada, né?" "Essa é a mais perigosa, né?" "Essa é a mais quietinha, né?".... Geralmente eu respondo: "Hoje é!", porque é o que está acontecendo naquele momento. Tem semanas que a Helena está muito sapeca e semanas que ela está mais quietinha. Tem semanas que a Isa está mais quita, outras semanas, um furacão.


Mas uma coisa sim eu tenho notado, a Helena, quando estamos em público, é muito mais tímida do que a Isadora. Foram vários episódios até eu constatar isso. 


Um dia, entrando no colégio da Carol, a Helena se grudou em mim e não queria entrar, já a Isa entrou se achando, como se o colégio fosse dela. Essa semana, fomos numa festinha e a Isadora ficou um tempão na área baby, brincando, sem nem me chamar, já a Helena ficou grudada, sentada no meu colo direto, se ia no chão, era de mão dada comigo.


Então posso afirmar: Helena é mais tímida do que a Isadora. Mas será por quanto tempo?


Lindinhas, Helena atrás, Isa na frente, by Marina Bitten.