6.6.13

A viagem de filha única!

Já li em vários lugares, que devemos escolher um dia da semana para cada filho, deixar o dia do filho único e blablablá... Assim que as gêmeas nasceram, geralmente na sexta-feira a gente pegava a Carol no colégio e íamos para o shopping ou fazer um lanche, dar uma voltinha só com ela, mas claro, porque as gêmeas tinham babá de noite. Mas depois disso, quando acabou a era 'babá da noite", saíamos sempre todos juntos. Nada mais do dia do filho único. 

Existem aquelas mães de mais de um filho que levam só um para viajar. E eu sempre achei errado, um absurdo. Como assim viajar com um filho só? Mas... como a maternidade é essa loucura, que muda a gente de tal maneira, lógico, eu mordi a língua. E sim, estamos indo viajar com uma filha só! E uma mistura de sentimentos toma conta de mim. Ao mesmo tempo que eu acho que a Carol vai aproveitar muito, já tem idade adequada e é super parceira, morro de peninha de não levar as pequenas, que na verdade, não estão nem aí, estão super felizes que vão ficar com a vó, a tia, a outra vó, e todo mundo. Daí eu penso: "É, é, não dava de levar as duas, não vão aproveitar nada..." Mas logo eu penso: "Ai, tadinhas, eu devia levar!" Daí de novo: "Não, não, nada a ver, elas não tem idade." E penso: "Sim, a Carol vai curtir, afinal já estuda sobre tanta coisa no colégio..." Ai, ai, ai... coração de mãe tá apertado, mas sim, estamos indo, só com a Carol, e vai ser muito bom. Pra ela e pra nós. As pequenas estarão em ótimas mãos por aqui!

Ah, a viagem não é pra Disney não. Isso eu jamais aceitaria, levar só uma delas pra lá, daí não! #mãelouca

1 comentários:

Meu pai faz isto comigo ele só viaja com minha irmã e se esquece de mim :( fico muito triste :(

Postar um comentário